Atirador de Las Vegas baleou segurança de hotel antes de disparar contra multidão

Atirador de Las Vegas baleou segurança de hotel antes de disparar contra multidão

9 de outubro de 2017 0 Por Correio VP

Jesus Campos checava alarme de outro quarto quando foi atingido na perna, seis minutos antes de Stephen Paddock começar a atirar em público de festival country. Atirador matou 58, feriu quase 500 e cometeu suicídio antes de a polícia chegar.

 

O segurança Jesus Campos, do Mandalay Bay, foi baleado por Stephen Paddock antes de ele abrir fogo contra a multidão que assistia a um festival de música country na noite de 1º de outubro. Paddock matou 58 pessoas, feriu quase 500 e cometeu suicídio antes de a polícia invadir seu quarto.

Em uma coletiva nesta segunda-feira (9), o xerife do condado de Clark, Joe Lombardo, afirmou que Campos foi baleado na perna seis minutos antes de Paddock começar a atirar da janela do 32º andar do hotel contra o público do festival.

O segurança chamou a atenção de Paddock quando chegou ao andar para checar um alarme que disparou porque outro quarto estava com a porta aberta. O atirador havia colocado câmeras no olho mágico de sua suíte e em um carrinho de serviço no corredor para observar caso alguém se aproximasse.

Anteriormente, acreditava-se que Paddock tivesse interrompido o ataque ao perceber a movimentação de Campos no corredor e só então tivesse atirado nele. Na coletiva, porém, o xerife afirmou que a polícia não sabe precisar o que exatamente levou o atirador a interromper a sequência de disparos contra a multidão, que durou entre nove e 11 minutos.

Janelas quebradas são vistas no 32º andar do hotel Mandalay Bay em Las Vegas, nos EUA, de onde um atirador disparou contra uma multidão em um festival de música country  (Foto: David Becker/Getty Images/AFP)Janelas quebradas são vistas no 32º andar do hotel Mandalay Bay em Las Vegas, nos EUA, de onde um atirador disparou contra uma multidão em um festival de música country  (Foto: David Becker/Getty Images/AFP)

Janelas quebradas são vistas no 32º andar do hotel Mandalay Bay em Las Vegas, nos EUA, de onde um atirador disparou contra uma multidão em um festival de música country (Foto: David Becker/Getty Images/AFP)

Ainda segundo Lombardo, os policiais só ficaram sabendo que havia um segurança ferido quando chegaram ao 32º andar e encontraram Campos caído no corredor.

Também nesta segunda, o xerife voltou a afirmar que foi totalmente descartada a hipótese de que houvesse um segundo atirador ou qualquer outra pessoa no local do crime e informou que o irmão de Stephen Paddock, Eric, está colaborando com a investigação, especialmente na tentativa de descobrir o motivo.

Paddock não tinha nenhuma conexão com grupos extremistas e não era ligado a nenhuma religião. De acordo com as autoridades, ele se hospedou no hotel Mandalay Bay com dez malas que tinham pelo menos 23 armas de fogo, entre elas rifles semiautomáticos, e centenas de munições. O carro dele ainda tinha mais explosivos.

Outras 19 armas estavam em sua casa, em Mesquite, Nevada, a cerca de 130 km de Las Vegas, de acordo com Todd Fasulo, assistente do xerife do Condado de Clark, e mais cinco estavam em outra casa em Reno, também no estado de Nevada.

https://g1.globo.com/mundo/noticia/atirador-de-las-vegas-baleou-seguranca-de-hotel-antes-de-disparar-contra-multidao.ghtml