Homem do campo, se ele não plantar, a cidade não come!

Homem do campo, se ele não plantar, a cidade não come!

28 de julho de 2018 0 Por Correio VP

!

 Neste dia 28 de julho, em que se comemora o dia do agricultor, infelizmente não temos muito o que comemorarmos nos pequenos municípios, começando por Paramirim e região.

Paramirim por ser uma cidade central e ser mãe da água, por contar com a barragem do Zabumbão, se tivesse algum interesse politico, será que hoje teríamos um potencial regional em produção agrícola, familiar e ate de exportação? Será que se  desde a finalização das obras da barragem, tivéssemos feito a instalação do perímetro irrigado às margens de todo o nosso Rio Paramirim, estaríamos a comemorar um trinfo?

Além da agricultura familiar, geração de emprego e renda, poderíamos com isso, ter nossos filhos se formando em uma faculdade dentro do município e estaríamos evitando o êxodo rural? Onde, se não todas, mas a maioria das famílias permaneceriam no seu espaço rural e não debandaria para outros estados em busca do pão. É lamentável hoje observarmos um potencial que só esta sendo explorado eleitoralmente. Reações de uma  guerra que já se iniciou pela disputa da água, e que em breve, se Deus não intervir e mandar chuvas, teremos o agravamento desse conflito. Será tudo isso por falta de bom senso, ou será vontade politica? 

As atenções estão voltadas para praças, reformas, embalsamento da entrada da cidade, fazendo uma certa maquiagem?  Como no município de Caturama, que faz pavimentações e praças, mas os esgotos trasbordam de toda a cidade para dentro do nosso rio Paramirim.  Vale frisar, que o Prefeito é da área da saúde,  o que deveria dá prioridade máxima para essa questão da população, em especial, da zonal rural.

Enfim, é revoltante a cada dia que temos consciência do que gira no mundo político e nas administrações.  Indignação por toda a população, e o que nos resta, é renovar as nossas esperanças, dando a César o que é de César. A atual administração de Paramirim iniciou um projeto tímido de Horta comunitária, o que não deixa de ser uma iniciativa louvável. Restando apenas a ampliação da mesma, para todas as zonas rurais, com incentivos reais aos nossos agricultores para garantir a produção e o retorno merecido; vindo até ai, um projeto pioneiro e sustentável para nossa Paramirim.

 

Esperamos primeiramente em Deus, segundo, à consciência do eleitor em votar, que por estamos em ano eleitoral, os eleitores de Paramirim, em espacial os agricultores, não vão mais em conversas fiadas ou por migalhas, votarem nos mesmos e em quem não tem serviços prestados. Para que a partir de 2019, podemos ter representantes imbuídos, realmente que  visam o futuro promissor na área da agricultura, beneficiando os nossos trabalhadores e trabalhadoras rurais de Paramirim, da Bahia e do Brasil.